Super User

Super User

Marca masculina buscou referências de moda das décadas de 70 e 80 para renovar a tendência dos patches.

A Ferracini 24H seguiu as tendências de moda que estão invadindo as ruas e passarelas para criar a nova linha Orbital. Com design cool, os calçados são confortáveis, informais e fáceis de combinar. 

Os modelos chegam nas versões abotinado ou cano curto, em tons neutros e versáteis como o azul, camel, marrom e preto, que garantem estilo em produções do homem moderno. Outro destaque é a aplicação em patche com o nome da marca em formato retrô. O cabedal, que também tem versões em jeans e couro com efeito desgastado, relembra o estilo das tribos urbanas. Os zíperes laterais facilitam o calçar e dão um efeito de identidade e personalidade.

Para a nova coleção, marca surpreende com modelos práticos sem perder a elegância.

Especialista em sapatos confortáveis para as mulheres, a Modare Ultraconforto uniu a tendência atual da moda com o bem-estar. A nova coleção da marca é repleta de detalhes como bordados e aplicações que deixam sapatilhas e anabelas ainda mais delicadas e charmosas. 

Para os mocassins, sandálias, scarpins e peep toes, a aposta é o mood militar com tons esverdeados que dão um certo glamour e permitem compor looks variados.

De olho na praticidade e conforto, a presença de elásticos, fechamento em velcro e lycra confirmam a união entre moda e design funcional. A palmilha, desenvolvida de forma exclusiva, se destaca por seus pontos massageadores e almofadas de conforto em pontos estratégicos.

Tons terrosos, vermelho, marinho e duo de branco e preto fazem parte da cartela de cores. Materiais que remetem ao rústico bambu, detalhes como laser cut e textura tramada nos saltos representam a temporada quente do ano.

 

As 30 marcas brasileiras que participaram da feira calçadista focaram na abertura e consolidação daquele que é o principal mercado comprador de calçados brasileiros, os Estados Unidos. 

A participação brasileira aconteceu através do Brazilian Footwear, programa de promoção de exportações de marcas brasileiras de calçados, realizado em parceria entre a Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados) e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil).

A feira, já tradicional no calendário dos calçadistas, além dos Estados Unidos, abrange países da América Central e Canadá. “É um evento muito inteligente do ponto de vista comercial. A organização e o esforço para a geração de negócios não se restringem aos três dias de evento, pois conta com grandes esforços de promoção das marcas nos canais de mídias sociais, um serviço de matchmaking - quando são apresentados aos compradores marcas de seu interesse - e ainda uma plataforma digital chamada Shop The Floor, que possibilita uma pesquisa prévia sobre o que será apresentado na feira”, conta Roberta Ramos, gestora de projetos da Abicalçados.

A edição de agosto, que expôs as coleções primavera-verão de marcas do mundo todo, contou com uma boa circulação de compradores, atraídos pelos mais de 1,6 mil expositores de mais de vinte países. Três empresas brasileiras participaram do evento pela primeira vez, Guilhermina, Ciao Mao e Klin. 

“O número de empresas brasileiras interessadas em participar da FN Platform vem aumentando a cada edição. Isso mostra o poder de realização de negócios do evento, além de confirmar a importância deste mercado na estratégia dos calçadistas brasileiros”, comentou Ruísa Scheffel, analista de promoção comercial da Abicalçados responsável pelo mercado norte americano.

Durante os três dias de feira, os organizadores promoveram seminários direcionados a lojistas e expositores. Entre os temas, destacaram-se a inclusão de tecnologia nos negócios, tendências direcionadas por consumidores e gestão de marcas. Na agenda de palestras, destaque para o painel “Como a tecnologia influencia a indústria”, com a participação do representante da brasileira Anatomic & Co. 

Durante o evento, Gerry Walker falou sobre o modelo desenvolvido pela marca, que inclui um chip que bloqueia o acesso à internet, promovendo uma desintoxicação de tecnologia. “Queremos promover as relações sociais reais, em contraponto as digitais, que se tornaram tão mais presentes no nosso cotidiano”, falou Walker. Segundo o representante da marca, o calçado deve estar disponível para vendas a partir do ano que vem.

Conforme relatório da Abicalçados, os expositores brasileiros receberam um total de 551 contatos durante a feira. A origem dos contatos foi essencialmente Estados Unidos e Canadá, ainda que alguns países da Europa, Oriente Médio e mesmo América Latina tenham aparecido. 

Os negócios realizados durante a mostra totalizaram US$ 1,3 milhão, mesmo resultado da FN Platform de agosto de 2015. Quando perguntados sobre a expectativa de vendas para os próximos seis meses, as marcas brasileiras declararam um total de 425 mil pares, equivalentes a US$ 6,8 milhões.

Participaram da FN Platform com o apoio do Brazilian Footwear as marcas brasileiras Rider, Grendha, Zaxy, Ipanema, Anatomic & Co, Moema, Schutz, Boaonda, Cherry by Boaonda, Lais Romani, Sapatoterapia, Amazonas, Stéphanie Classic, Carrano, Ferracini, Dumond, Capodarte, Pimpolho, Cravo & Canela, Malu, Território Nacional, Pegada, Pampili, Via Scarpa, Ferri, D-Frent, Vicenza, Sollu, Guilhermina e Ciao Mao.

Empresa produz bolsas, acessórios e artigos para viagem

Até ser reconhecida como a marca Destaque em Bolsas e Acessórios do Brasil, a Tonin percorreu um longo percurso, marcado por muito trabalho e total dedicação. Tudo começou no distante ano de 1982, quando Mario Valentin Tonin abriu se próprio negócio em um modesto porão de 70m2, em Farroupilha/RS, produzindo somente capagangas e tiracolos. Os artigos eram comercializados na Região Sul do Brasil, mas desde o princípio já se destacavam pela qualidade.

Passados cinco anos, a Tonin ampliou seu portfólio e passou a produzir também outros artigos, com destaque para carteiras, portacheques e portanotas. Ao mesmo tempo, foi conquistando novos mercados e abrindo praças nos demais estados brasileiros.

Em 1993, um novo e importante passo: a transferência para uma sede própria, um prédio de 1,35 mil m2, que em 1999 seria ampliado para 4,5 mil m2. E a diversidade de artigos também ia se expandindo. A empresa passou a produzir artigos para viagem (malas, frasqueiras, sacolas e acessórios) e, posteriormente, bolsas. Outro segmento de destaque é o formado por acessórios para informática (mochilas, pastas e triproll).

Porém, o salto definitivo para tornar a Tonin referência nacional no segmento de bolsas deu-se em 2004, quando a produção da empresa foi transferida para a cidade de Coração de Maria, na Bahia, visando otimizar os custos e ampliar o ritmo de artigos fabricados diariamente.

Parque produtivo fica na bahia e áreas administrativa e de design, em farroupilha

Ao todo, a Tonin conta hoje com 600 colaboradores, sendo que em Farroupilha ficam os setores administrativo e de desenvolvimento de produtos. A linha de artigos para viagem representa 75% da receita anual da Tonin, mas isso não diminui em nada a importância que a empresa dá às linhas de bolsas e demais acessórios. Pelo contrário, a qualidade é uma obsessão para Mario Tonin. E quando ele fala em qualidade, não está se restringindo ao alto padrão de excelência das matérias-primas empregadas e ao esmero dispensado a cada artigo produzido. “O importante também é a qualidade no atendimento, a pontualidade na entrega e a relação correta com clientes, fornecedores e colaboradores”, pondera o empresário.

Para atender a todo o Brasil, a Tonin conta com uma equipe de 40 representantes que se dedicam a comercializar os produtos, que são objetos de desejo de norte a sul do país. Os materiais utilizados são de padrão internacional. Na linha de artefatos, o couro é o material predominante. Já as bolsas são confeccionadas em PU importado, que alia propriedades físicas adequadas ao uso do artigo e fácil aplicação de conteúdos de moda. Os artigos de viagem, por sua vez, são feitos em ABS e poliéster, seguindo o mesmo critério altamente rigoroso na escolha de materiais que norteia o trabalho da Tonin.

Informação de moda aliada à qualidade formam a combinação para a trajetória de sucesso

E boa parte deste sucesso pode ser atribuída ao design sintonizado às mais recentes tendências da moda mundial, porém adaptado à realidade do mercado brasileiro. A responsável pela área de criação, Bruna Tonin, explica que o processo de desenvolvimento, nos dias atuais, nunca termina. “Já estamos desenvolvendo a modelagem para o inverno 2017, que foi objeto de pesquisa no primeiro semestre”, revela.

Para manter a mente aberta e sempre atenta aos trend alert do universo fashion, Bruna revela uma rotina de viagens a importantes feiras e eventos do setor (nacionais e internacionais) e o acesso constante a publicações e plataformas de conteúdo da área de desgin. “Outro aspecto vital para o design são as pesquisas de comportamento, pois elas apontam para onde vai o pensamento futuro do consumidor”, complementa Bruna.

COLLEZIONE

Diante de novos desafios, a Tonin apostou em uma linha de carteiras mais arrojada e voltada a um público jovem, mas que não abre mão da qualidade. A linha Collezione, lançada recentemente, já é sucesso no mercado. Na parte interna das carteiras, estampas especialmente criadas para os públicos masculino e feminino dão o toque especial à modelagem.

Na linha de artigos para viagem, a criatividade também está presente em modelos com estampas impactantes e diferenciadas. “Todo este cuidado com a pesquisa e o desenvolvimento, passando pela fabricação propriamente dita, que é quase manual, remete ao mote da nossa nova campanha, que diz que nossos produtos são obras de arte”, conclui Bruna.

Indústria espera ampliar participação no mercado

Para o futuro, os planos da Tonin são ambiciosos. Segundo o diretor Mario Valentin, as perspectivas para o segundo semestre e, principalmente, para 2017, são de uma retomada gradual da economia, o que permite projetar crescimento da empresa no futuro próximo. “Já notamos alguns indicativos de que o mercado está reagindo”, explica o empresário. 

Em se confirmando este novo e positivo cenário, a Tonin pretende intensificar sua atuação em todo o território nacional, ampliando o número de agentes comerciais nos principais centros consumidores. “Poderemos ampliar os representantes comerciais por região, se forem necessários para pulverizar nossa produção e garantir que todas as lojas sejam bem atendidas”, detalha.

Capacidade instalada para ampliar a produção rapidamente a Tonin dispõe. Basta que a economia retome seu caminho de crescimento para que os artigos da marca estejam ainda mais presentes no dia a dia dos brasileiros.

Estes 34 anos de trajetória de sucesso tornaram a marca sinônimo de qualidade e de diferenciais competitivos positivos. E o prêmio Destaque Bolsas e Acessórios, concedido pelo jornal Exclusivo e pela Francal, só vem a coroar o trabalho de todos os profissionais envolvidos no processo. “Ficamos todos muitos felizes com este reconhecimento. Esperamos que este tipo de premiação siga ocorrendo para incentivar outras empresas e gestores a buscar ainda mais a qualidade, em todos os aspectos”, conclui Tonin.

Com muita cor e detalhes, verão 2017 da marca é criativo e muito original.

Inspirado na brasilidade, a Petite Jolie lança a “Samba Daqui”, coleção Verão 2017 dividida em três linhas: “Minas da Praia”, “Santinha do Pau Oco” e “Da Pá Virada”. Exaltando toda seu conforto, otimismo, criatividade e originalidade, a marca quer mostrar que cada mulher é parte única do estilo nacional, com suas próprias contradições e misturas.

A linha “Mina da Praia”, é ideal para aquelas que adoram curtir o dia, praticar esportes e estar sempre com os amigos. Celebra as listras, flores e cordas, além de um material que se assemelha a esteira de praia. Todas essas tendências podem ser vistas em chinelos e bolsas, em cartela de cores neutras.

O perfil “Santinha do Pau Oco” é ideal para garotas mais relax, que gostam de ficar em casa, ler um livro e estudar. Para elas, tons alegres, além do jeans e laços, aparecem em tênis sandálias e chinelos. Já a mulher “Da Pá Virada” adora qualquer tipo de festa e não tem medo de arriscar. Amarrações, brilhos, miçangas e estampas mais extravagantes são a aposta do mix. As Flatforms não ficam de fora, e se juntam a bolsas sandálias, chinelos e tênis em cores vivas, que dão um toque muito especial para a estação.

Na cartela de cores da coleção, destacam-se os tons vibrantes como o vermelho, pink, amarelo e turquesa. Além disso, a exclusiva tecnologia “Backlit” conta com PVC translúcido com rajados de cores e mix de glitter. Todos os produtos estão disponíveis nos pontos de venda da marca. 

Com 15 linhas de calçados, bolsas e cintos, marca aposta na originalidade das peças.

Pensando em agradar mulheres apaixonadas pela vida, a Verofatto chega ao Verão com uma coleção de tirar o fôlego. Com um trabalho minucioso, que aponta para o minimalismo permeado por detalhes, as construções arrematam muito estilo e originalidade.

Os saltos que dão o tom suave à estação, personalizados e em variados formatos, aparecem em modelos anabelas. Já as rasteiras, mocassins e sapatilhas compõe um charmoso e único mosaico, desenvolvido especialmente para mulheres modernas. As bolsas e os cintos da Verofatto conversam entre si, criando desse modo, infinitas possibilidades de construções requintados e ao mesmo tempo atuais. 

Para a cartela de cores, a marca apostou nos tons terrosos junto aos intensos, como o laranja, pink e amarelo. As tonalidades blush, rosa, celeste e branco também ganham destaque em estampas de tramas naturais. Os detalhes ficam por conta do couro em textura jeans, barbicachos, laser e bordados multicoloridos, que garantem a alegria da estação.

Modelos unissex prometem agradar desde os estilos mais clássicos até os mais descolados.

Numa parceria inédita com a Safio, a Havaianas estreia sua coleção Eyewear. O lançamento é a grande novidade da marca para o segundo semestre e conta com mais de 80 modelos de óculos escuros.

Trazendo todo o espirito do verão brasileiro, a linha possui modelos de óculos de sol com tamanhos e cores variadas: Rio, Paraty, Trancoso e Noronha. Com muitas cores e combinações inusitadas, o item fashion promete agradar dos estilos mais clássicos aos mais descolados. 

Produzidos em borracha, acetato e poliamida transparente, os tamanhos vão do pequeno ao grande. Já as lentes possuem proteção UVA/UVB com diferentes finalizações: sólida, gradiente e espelhada. Os modelos, que são unissex, estão disponíveis desde o início de agosto nas lojas e franquias Havaianas, e em óticas espalhadas por todo o Brasil.

Inscrições vão até o dia 25 de agosto no site do evento. Francal Feiras é novamente uma das patrocinadoras.

A terceira edição da Maratona MUDE, evento realizado pela Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados) em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), já tem data definida. 

A Batalha Criativa entre equipes de designers brasileiros e a programação de conteúdo ocorrerão nos dias 14 e 15 de outubro, no BarraShoppingSul, em Porto Alegre/RS. As inscrições para a captação de equipes já estão abertas e podem ser realizadas, sem custo, no site www.maratonamude.com.br.

Neste ano, a Maratona MUDE trará o conceito da polifonia da moda. “O design precisa ouvir as diversas vozes da moda, que vêm das ruas, dos movimentos sociais e das mudanças culturais do nosso tempo. Tudo é elemento para a construção de um produto que transcenda o material”, explica o consultor de Design Estratégico da Abicalçados, Dario Henke

Ele ressalta que o objetivo do projeto é estimular a criação de um design autoral por parte dos participantes. “A indústria de calçados, gradualmente, vai entendendo a importância da cultura do design, da criação de um produto com identidade própria”, avalia Henke.

As equipes terão até o dia 25 de agosto para realizarem a inscrição no site da Maratona MUDE. Cada uma deve ter quatro participantes, de preferência multidisciplinares. “Não é obrigatório, mas pela nossa experiência, a sugestão é de que as equipes sejam multidisciplinares e englobem profissionais capazes de executar todos os processos da produção de um calçado”, aconselha o gestor. 

Os grupos selecionados por uma comissão de especialistas da Abicalçados farão a esperada Batalha Criativa no dia 14 de outubro. Em um período ininterrupto de 24 horas, em área central no BarraShoppingSul, as equipes deverão desenvolver três protótipos de calçados. O resultado será divulgado no dia 15, durante a programação de conteúdo da Maratona, que será anunciada em breve. A equipe com melhor resultado receberá R$ 20 mil.

A Maratona MUDE é uma realização da Abicalçados no âmbito do Brazilian Footwear, programa de apoio às exportações de calçados mantido em parceria com a Apex-Brasil. Os patrocínios são da Couromoda e da Francal Feiras.

Parte significativa das grandes empresas perderão as lideranças do seu segmento de mercado até 2030.

Apenas quatro entre dez grandes empresas do varejo estão voltadas ao futuro e à inovação, de acordo com o novo estudo de tendências de mercado da empresa de consultoria Dexi Marketing. O estudo, denominado “Trendme”, analisou 190 empresas e levou 18 meses para ser construído com análises de mercado do Brasil, Estados Unidos, Europa e sudeste da Ásia. 

Ele aponta que 62% das grandes empresas perderão as lideranças do seu segmento de mercado até 2030. O principal motivo, indicado pela pesquisa, será a falta de acompanhamento das tendências e mudanças do mercado. “Estamos acostumados a olhar a história, valorizar o passado e a experiência. Estas grandes empresas, se esforçaram para conseguir a liderança, entretanto, deixam de olhar para o futuro. Por isso, é fundamental entender as tendências e as movimentações do mercado”, explica o diretor-executivo da Dexi, Sérgio Barbi. 

O estudo identificou 15 tendências que vão desde a mudança na forma como as pessoas vivem, trabalham, compram até previsões específicas para segmentos como alimentação, moda, tecnologia, design e outros. Alguns detalhes do estudo elaborado pela Dexi: 

• O Techno Fashion chega com potencial de provocar mudanças significativas no mercado em pouquíssimo tempo, e não estamos falando de tecidos. As principais mudanças estarão relacionadas com a forma como as pessoas usam a moda, vários referenciais novos serão incorporados, e com as mudanças nos processos produtivos de roupas e acessórios; 

• A influência da “natureza” na decisão de compra dos consumidores será mais próxima do controle e uso dos recursos naturais. As pessoas estão mudando o foco de atenção; 

• Imagine que o poder de influência que o Vaticano levou um milênio para alcançar, as redes sociais conquistaram em pouco mais de uma década. A era digital está transformando tudo ao nosso redor, principalmente a forma como nos relacionamos. Campanhas de marketing mais efetivas utilizarão mídias diferentes das tradicionais com novas métricas de avaliação de resultado;

• Os clientes são únicos e a customização é uma das grandes fronteiras para o varejo. Os consumidores querem adaptar os produtos às suas necessidades e a tecnologia é um grande viabilizador; Mais do que vender produtos e serviços, grandes marcas irão criar e gerenciar relacionamentos com os consumidores. Será mais vantajoso para as empresas extrair valor das relações com os clientes do que simplesmente vender algo a alguém. As relações comerciais se tornarão mais complexas, e vantajosas; 

• Boa parte da tecnologia que usamos diariamente é relativamente nova, ainda estamos assimilando o potencial de negócios com tantas novidades. Prepara-se para fazer negócios online, fora das lojas online; 

• Em 2020 teremos mais de 4 bilhões de consumidores online. A Internet terá sua atuação ampliada, muito mais produtos e ofertas estarão disponíveis. É melhor se preparar para gerar valor online, e não apenas o volume; 

• A vida na era digital constrói uma enorme e muito valiosa corrente de dados dos clientes. As pessoas deixam rastros digitais por onde passam. Um varejista com visão no futuro precisará de poucas pistas para antecipar o comportamento do consumidor e criar novas oportunidades de venda.

Semana de moda de Medellín contou com seminário preparatório, photocall e negócios.

Nove marcas de calçados estão participando da Colombiamoda, plataforma comercial que acontece até 28 de julho em Medellín, Colômbia. Beira Rio Conforto, Vizzano, Moleca, Molekinha, Modare Ultraconforto, Pampili, Amazonas, Luz da Lua e Anzetutto expõem na semana de moda com o apoio do Brazilian Footwear, programa mantido pela Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados) e pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil).

“O primeiro dia da Colombiamoda foi bastante movimentado. Nossos expositores receberam clientes de diferentes partes da Colômbia e também de outros países vizinhos”, avalia Maria Patrícia de Freitas, analista de Promoção Comercial da Abicalçados. Ela destaca o trabalho de matchmaking contratado pelo Programa, que busca compradores para cada empresa de acordo com o perfil de produto. “Essa ação tem sido bem efetiva, uma vez que levamos para as marcas importadores que estão buscando exatamente o produto ofertado por cada uma delas”.

Por todo seu perfil de moda e tendências, a semana de moda de Medellín foi um cenário perfeito para o Photocall (foto). Um dia antes da Colombiamoda abrir suas portas, o Brazilian Footwear convidou a imprensa e os formadores de opinião para um evento para produção de fotos e vídeos de moda. Durante todo o dia, os convidados puderam montar looks para suas publicações com calçados das marcas brasileiras. 

“Tivemos a presença de bloggers, jornalistas e formadores de opinião de relevância no mercado de moda colombiano. Eles ficaram encantados com as tendências do Brasil e com toda a produção de moda do Photocall. Com certeza teremos resultados de imagem muito satisfatórios”, conta Alice Rodrigues, analista de Promoção de Imagem da Abicalçados.

Em paralelo ao Photocall, os expositores do Brasil se reuniram para o Seminário Preparatório. O evento teve como palestrantes Laura Acuña, diretora de Compras da rede de lojas Cueros Velez, e a blogueira Catherine Villota, do Fashion Radicals. Laura Acuña abriu os trabalhos falando como a Cueros Velez faz suas compras. No segmento de calçados, eles buscam especialmente produtos femininos – os demais eles próprios produzem. 

“Temos encontrado no Brasil, a expertise e a qualidade que buscamos. Além disso, estamos buscando parceiros para fazer um trabalho de design colaborativo”, relata. Laura salienta que a maior importação vem do Brasil, seguido da China, que somam juntos 20% de produtos importados pelo grupo. “Estamos trabalhando com as empresas brasileiras desde 2011 e esperamos comprar cerca de 160 mil pares de calçados este ano”.

Logo após, a blogger Catherine Villota apresentou o perfil do consumidor de moda colombiano. Segundo a formadora de opinião, existem sete tendências para repensar a relação entre a indústria e os consumidores. A primeira citada por Catherine foi o perfil do consumidor mais individual, que estão perdendo a vergonha e deixando de ser tão tradicionais. O segundo ponto levantado foi a mudança dos canais de compra, seguida da tecnologia aplicada somente para os mais jovens. 

“Os consumidores mais maduros sentem que tem menos oferta se comparado com os jovens”, pontua. Catherine seguiu elencando as tendências, citando que hoje as marcas precisam solucionar os problemas dos clientes, que também estão mais conscientes, buscando produtos sustentáveis e que tenham preocupação ambiental. Os últimos três pontos levantados pela blogger foram: um colombiano mais moderno e criativo, o consumo premium e a chegada das marcas de luxo no país. “Nosso consumidor está antenado às tendências internacionais, está globalizado e busca produtos com valor agregado e com um bom custo-benefício”, diz Catherine.

Page 5 of 112

A Empresa

Entre em contato conosco:

E-mail: This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.
Rua Rangel Pestana, 23 Centro
Jaú - São Paulo - Brasil
Fone: (14) 3625-4489
Facebook
Skype: bigdesignerjau

Pés famosos ou não