Algumas lojas já oferecem modelos da próxima estação.

Aumento nas vendas confirma a paixão das mulheres por sapatos. 

O calor ainda não foi embora, mas as vitrines de calçados de Jaú (SP) já estão repletas de novidades que vão marcar a próxima estação. Só em uma das fábricas da cidade são produzidos 800 pares de sapatos por dia,  24 mil por mês e as máquinas não param um minuto.Por isso,  fazem de Jaú a cidade do calçado feminino. 

Muitos tecidos, estampas, veludo, couro e até pelo de animais estão entre as tendências deste ano. Para atender a demanda e satisfazer o gosto de todos os clientes,  em uma das fábricas de Jaú, a produção de calçados para a nova estação segue em ritmo acelerado. "Nós estamos com mais velocidade na produção porque o mercado pede isso. O ideal seria mais tempo, mas como o mercado está mais agressivo e pede em menor tempo, nós temos que acompanhar esta evolução", declara o gerente Clóvis Ferraz.

Ainda segundo o gerente da indústria, a previsão é de que nos próximos meses a produção aumente. E se depender do preço, o objetivo será atingido. O que deve agradar também os lojistas e compradores. "Está interessante, os preços estão bons pelo o que eu tenho observado, dá vontade de comprar já", afirma a lojista Delmi Gemi.

Nas lojas o consumidor já encontra sapatos de outono e inverno. E eles não devem cobrir os pés das mulheres. Entre as novidades, estão modelos bem abertos. Bom principalmente para quem mora em uma região como o Centro-Oeste Paulista, onde a temperatura é maior até mesmo na estação mais fria do ano.

As botas estão com o cano mais curto e bico fino e os scarpins vieram com recortes. Se depender do setor, o inverno terá cores quentes e variadas. O verniz também vai marcar a próxima estação e pequenos detalhes poderão fazer toda diferença. Em ano de Copa do Mundo no Brasil, até as torcedoras terão novas opções.

“Tem as estampas de onça e zebra, que continuam, o verniz que veio com tudo e também a tendência da renda, que é uma novidade da próxima estação e já temos bastante produtos com essa tendência na loja”, explica a lojista Camila Bianco Rossati - Loucas por sapato.

Uma pesquisa feita por uma agência de propaganda entrevistou 400 mulheres e mostrou que a relação delas com os calçados vai além do consumismo. O levantamento aponta que 44% das consumidoras disseram que compram porque simplesmente amam sapatos.

Já 66% delas afirmaram ainda que a melhor forma de escolhê-los é pela vitrine. E não para por aí: 39% pagam mais de R$ 190 pelo par.

Fonte: g1.globo.com

 

 

 

Published in Acontece

 

 

 

Foto: Divulgação Durante o evento, a marca apresenta uma coleção em que modelagens minimalistas e elementos como animal prints.

Reconhecida no Brasil e no exterior por suas criações focadas em moda e bem-estar, a Usaflex (Igrejinha/RS) mostra novidades para a temporada outono-inverno na Itália. Entre os dias 2 e 5 de março, a empresa participa de mais uma edição da Micam, feira de calçados e acessórios que acontece em Milão.

Durante o evento, a marca apresenta uma coleção em que modelagens minimalistas e elementos como animal prints e um mix de referências rocker e étnicas chamam a atenção. São mocassins, escarpins, ankle boots e booties em saltos médios e flats. O destaque fica por conta de uma exclusiva linha de modelos anabela.

Fonte: Exclusivo

 

 

 

Published in Acontece

 

 

 

Foto: DivulgaçãoCenografia deve valer-se de simbologias que remetam o passante ao conceito da temporada em segundos.

As tendências foram filtradas, os fabricantes revelaram suas coleções em grandes feiras e o varejo  efetivou suas compras. Agora, é chegada a hora do lojista preparar seu espaço de venda para que os produtos de outono-inverno ganhem as vitrines de forma assertiva, cativando o cliente desde o primeiro olhar. Com a troca de temporada climática e por causa das  apostas fashionistas, renovar a forma de apresentação de bolsas e acessórios é fundamental para efetivar bons negócios.

No entanto, independente do investimento que possa empregar em visual merchandising, é importante que o empresário atente, primeiramente, para a harmonização dos elementos que irão conferir o toque invernal à vitrine de seu comércio. Afinal, a combinação adequada entre cores e iluminação chama a atenção do comprador para o produto e pode elevar em até 80% as vendas das lojas de moda, segundo  o diretor da Lopes Visual Merchandising (Rio de Janeiro/RJ), Anderson Lopes.

Simbologia

Visto que tratam-se de vitrines sazonais, as ambientações invernais devem valer-se de simbologias que remetam o passante ao conceito da temporada em poucos segundos. O sócio-fundador da VIU – Visual Identidade Única (São Paulo/SP) e docente de Visual Merchandising no Senac Lapa Faustolo, Ará Candio, afirma que o contraste entre frio e calor é bastante utilizado neste processo. “Cenografias que associem o espaço da vitrine à ideia de um local gelado, mas que mostrem que os acessórios aquecem os looks são bem-sucedidas”, defende ele. Nesta linha, pelos e pelúcias podem servir de acabamento a displays e mostruários, sobre cenários de aspecto gélido.

“Outro tipo de cenografia, que vai e volta, é a ligada ao gelo. Apesar de no Brasil não termos um inverno tão rigoroso quanto no Hemisfério Norte, é interessante trabalhar com este tema”, sugere o especialista.

Rusticidade

Elementos rústicos são recorrentes em vitrines para estações de baixas temperaturas, e podem ser uma boa pedida para locais em que os termômetros seguem amenos durante todo o ano. Na elaboração deste visual, Lopes enumera materiais como bambu, palha, pedras, metais, tijolos, tecidos naturais, tablados em madeira e folhas secas – estas últimas em pouca quantidade para não poluir o ambiente.

Destaque

Quando a proposta é destacar bolsas e acessórios, Lopes relata que ambientes sóbrios somados à iluminação focada e à repetição de produtos de maneira simétrica e organizada é uma tendência. “Para obter este recurso, vale usar estantes com prateleiras e iluminação embutida, posicionada nos acessórios; tudo milimetricamente organizado. As composições de modelos iguais com acabamentos distintos são os que obtêm o melhor resultado. As peças devem ter, em média, uma distância de pelo menos 20 centímetros entre si”, explica.

Peças menores, como carteiras e bolsas de mão, necessitam uma exposição em altura elevada, por meio do uso de displays, de preferência personalizados para aquela determinada marca ou cenografia. “Também é interessante dar vida às peças pequenas, enchendo-as com papel, por exemplo. Vale lembrar ainda que, mesmo não sendo um vestido, a bolsa de alça possui o seu caimento. Então, mostrar todos estes detalhes através de displays ou da própria cenografia é aconselhável”, pondera Candio.

Masculino

Para agradar ao público masculino, Candio afirma que a fórmula de visual merchandising vai depender do perfil do cliente em potencial. “Quem dá o tom da cenografia é o próprio público, sempre”, resume. Sendo assim, se a loja focar na venda de itens com estilo executivo, como pastas e carteiras em couro,  vale investir em uma cenografia mais elegante. Madeiras, cores sóbrias e iluminação amarelada são exemplos para a ambientação.  No caso do comércio de mochilas esportivas, por sua vez, a urbanidade e um visual carregado de informações contemporâneas enriquecem as vitrines.

DICAS RÁPIDAS:

- É importante que o empresário atente, primeiramente, para a harmonização dos elementos;

- Pelos e pelúcias podem servir de acabamento a displays e mostruários, sobre cenários de aspecto gélido, conferindo o contraste quente/frio;

- Elementos rústicos são opções para locais em que os termômetros seguem amenos durante todo o ano;

- A iluminação focada e a repetição de produtos de maneira simétrica e organizada são tendências para o inverno 2014;

- Peças menores, como carteiras e bolsas de mão, necessitam uma exposição em altura elevada;

- O segmento masculino, quando focado no estilo executivo, pede cenografia elegante, com uso de madeira e cores sóbrias; já na linha de acessórios esportivos, o visual merchandising segue tendências urbanas.

 

Displays x Manequins

Candio observa que, assim como as vitrines de roupas, bolsas e acessórios pedem que a cenografia transmita “vida” às peças. “Na grande parte das vezes, bolsas e acessórios não são expostos com manequins, como feito na linha de confecção. Mas eles, além de servirem como displays, nos familiarizam com a figura humana, agregando valor aos produtos”, explica. Logo, sem a presença destes bonecos, elevar os produtos aos olhos do cliente é de extrema importância. Displays e cubos auxiliam nesta tarefa.  “Utilizar displays que remetam ao formato do corpo também ajuda na leitura destas vitrines, como pudemos ver na cenografia da Tods do ano passado (foto). O manequim não está presente como um todo na composição, mas é possível termos a leitura dos produtos de maneira bem humana”, avalia.

Fonte: Exclusivo

 

 

 

Published in Acontece

 

 

 

Durante a Couromoda, a Ferracini (Franca/SP) apresentou o ritmo alucinante dos anos 50 como inspiração para a sua coleção de inverno 2014. O tema leva o nome 'Rockabilly', um estilo musical de origem americana que engloba o rock and roll, o country, o blues e o R&B, com a proposta de compor a mescla de várias formas resultando em um único estilo. Os produtos ganharam forte inspiração vintage, o que resultou na predominância de modelos como oxfords, botas, mocassins, brogues e derbs. Os materiais revelam jeans e xadrezes, além de couros com furos e picotes, acompanhados de viras pontilhadas.

Foto: Divulgação

Fonte: Abicalcados

 

 

 

Published in Noticias
21 Feb 2014

 

 

 

Para a coleção de inverno 2014 a Fendi apresentou bonecos peludos interagindo com as peças da marca. Na vitrine de Paris os mascotes continuaram em evidência e a manequim que veste conjunto estampado foi colocada na frente dos "bichinhos".

Foto: UseFashion 

Fonte: Use Faschion

 

 

 

Published in Noticias

A Prada apresentou sua coleção de inverno 2015 durante a Semana de Moda Masculina de Milão, incluindo algumas peças da linha pre-fall feminina na passarela. As peças foram inspiradas coreógrafa alemã Pina Bausch, que contava histórias através da dança e tinha como tema recorrente as interações entre masculino e feminino. Ela já foi inspiração para o estilista brasileiro Ronaldo Fraga na temporada de inverno 2010 e também para Pedro Almodóvar, em cujo filme, Fale com ela, ela atua em uma sequência de dança.

A estilista Miuccia Prada ainda ressaltou referências do teatro para a temporada com um toque dramático às coleções. Em evidência, a alfaiataria, através de peças em cortes retos, mais próximos ao corpo, a mistura de materiais, como o tricô junto às transparências e as peles.

 

Fotos: Zeppelin - Fashion Photo Agency 

By Use Fashion

Published in Noticias
20 Jan 2014

Entre os lançamentos da marca Suzana Santos (São João Batista/SC) para o inverno 2014, produtos com superfícies luminosas, além de texturas delicadas e animal prints, chamam a atenção. A atmosfera rocker é evidente em artigos cheios de atitude, surgindo como contraponto aos produtos de delicada inspiração romântica.

A cartela de cores é ampla e concentrada em preto, café, bege, verde, azul, roxo, bordô, laranja, pink e vermelho. 

Foto divulgação

Fonte: Abicalcados

 

 

 

Published in Noticias

Foto: DivulgaçãoCada modelo da coleção foi batizado com o nome de uma estrela das telonas.

Inspirada nas musas que emprestam brilho e glamour à história do cinema, a Gloss (Estância Velha/RS) apresenta para o outono-inverno 2014 uma coleção de bolsas especiais: cada modelo foi batizado com o nome de uma estrela. Brigitte, Audrey, Salma, Marilyn e Keira são exemplos.

A inspiração retrô, que se faz presente nos itens em diferentes formatos, remete a estilos consagrados nas décadas de 1940, 1950 e 1960. Outra característica são as proporções medianas, tanto nos modelos de estruturas rígidas, quanto nos maleáveis. Estampas de répteis são presença forte, com destaque para o maxicroco.

Fonte: EXCLUSIVO.COM.BR

Published in Noticias

A Empresa

Entre em contato conosco:

E-mail: This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.
Rua Rangel Pestana, 23 Centro
Jaú - São Paulo - Brasil
Fone: (14) 3625-4489
Facebook
Skype: bigdesignerjau

Pés famosos ou não