Consumo consciente é um dos principais pilares da marca de calçados infantis

Engajada em promover o consumo consciente das novas gerações, a Calçados Bibi conquistou o Selo Prata Origem Sustentável neste mês de dezembro de 2014. A marca é a primeira indústria a receber esta homologação, a qual atesta o compromisso com as iniciativas nos processos industriais, bem como o desenvolvimento de ações em sintonia com os pilares estabelecidos pelo Programa Origem Sustentável: Econômico, Ambiental, Social e Cultural, promovido pela Abicalçados e Assintecal com a gestão do Instituto by Brasil.

Em 2013, a Bibi já havia recebido o Selo Bronze Origem Sustentável e agora, ao evoluir um nível da certificação - que segue a escala Branco, Bronze, Prata, Ouro e Diamante, foi auditada pela SGS que atestou a incorporação da sustentabilidade em seus processos, a marca comemora o reconhecimento por suas atitudes junto ao meio ambiente, ao mercado brasileiro e à sociedade.

O programa, que certifica empresas da cadeia produtiva do calçado, foi estruturado pela coordenadora do Laboratório de Sustentabilidade da USP, professora Tereza Cristina Carvalho, e implementado pela Abicalçados e Assintecal, tendo como entidade gestora o instituto by Brasil e conta ainda com o apoio do Sebrae Nacional.

Empresa

Vários movimentos da Bibi representam a conquista do Selo Prata de Sustentabilidade. A empresa também se destaca por suas atividades sociais, como a Fábrica de Talentos que em parceria com o SENAI (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial), qualifica profissionalmente jovens com idade entre 16 a 20 anos. O programa é realizado nas fábricas em Parobé/RS e Cruz das Almas/BA. Anualmente, 56 jovens, em média, são capacitados para os desafios da vida, trazendo uma visão de empresa, de planejamento familiar e financeiro, ética, assim como o ofício de desenvolvimento e produção de calçados. Muitos desses novos talentos são recrutados e passam a integrar o time oficial da calçadista.

Preservando a relação com seus colaboradores, fornecedores, clientes e parceiros, a Bibi tem seu próprio Código de Conduta, visando sempre a ética, transparência, agilidade e o bom convívio. O material mostra os valores, as responsabilidades, a missão e todos os propósitos da marca junto aos públicos interno e externo, mercado e meio ambiente.

Na educação, a Bibi distribui a Cartilha Financeira aos colaboradores e aos alunos da rede municipal de ensino da comunidade, trazendo noções de educação financeira. O material faz parte da parceria entre Secretaria Municipal de Educação (SMED) e Rotary Club. Além de destacar a importância do planejamento e da disciplina financeira, a cartilha foca a racionalização de gastos, apresentando tabelas para cálculos de orçamentos e sugestões de listas de compras.

Fundada em 1949, a Calçados Bibi, é referência no mercado de calçado infantil. Com fábricas sediadas em Parobé e em Cruz das Almas, produz cerca de 3 milhões de pares ao ano, reprocessando 100% dos resíduos industriais. Presente em mais de 65 países nos cinco continentes, no Brasil está em mais de 5 mil pontos de venda multimarcas, além do e-commerce e uma rede de franquias com mais de 70 lojas. A loja apresenta um conceito inovador, oferecendo uma experiência única de compra para crianças e pais.

A marca de calçados infantis é pioneira e líder em desenvolver produtos a partir de pesquisas e estudos científicos. Conquistou reconhecimento do setor a partir do trabalho que desenvolve com os calçados fisiológicos e no emprego de tecnologia Fisioflex Bibi – que proporciona a sensação de andar descalço no seu público-alvo: as crianças.

Há 65 anos no mercado, a Bibi é reconhecida por ser uma empresa que se preocupa com a saúde dos pés das crianças, e numa atitude pioneira no mercado brasileiro de calçados infantis, a Bibi, em parceria com o IBTeC (Instituto Brasileiro de Tecnologia do Couro, Calçados e Artefatos), monitora todos os seus materiais, e utiliza somente aqueles que estão de acordo com os padrões internacionais quanto a substâncias tóxicas, assegurando o desenvolvimento saudável das crianças e a tranquilidade das mães e pais.

 

Fonte: Assessoria de Imprensa Bibi

 

 

 

Published in Acontece

Peças levam símbolo de coração, inspiradas nas clássicas camisas "I love NY"

A Valentino desenvolveu recentemente uma coleção-cápsula masculina e feminina de looks predominantemente brancos com apenas um detalhe que se destaca: o coração vermelho. A ideia lembra as camisas I ♥ NY, não é mesmo?

A novidade desenvolvida pelos diretores criativos Maria Grazia Chiuri e Pierpaolo Piccioli é comercializada exclusivamente na "cidade que nunca dorme", entretanto, para nossa felicidade algumas peças devem chegar em solo brasileiro em maio de 2015!

São casacos, shorts, suéteres, jaquetas, calçados, bolsas, vestidos, acessórios e até mesmo enfeite natalino para árvore, vale lembrar que faltam 9 dias para o Natal (sim, nos estamos fazendo contagem regressiva!).

O intuito dessa coleção-cápsula é celebrar a abertura da mais recentem loja da grife, na quinta avenida em Nova Iorque.

Veja as últimas criações de Valentino em nossa galeria de Desfiles* e confira imagens e descrição de detalhes das últimas apresentações durante a Semana de Moda de Paris. 

Fotos: Divulgação

This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

Published in Noticias

 

 

 

“O bom de 2014 é que ele está acabando”, ironiza o presidente-executivo da Abicalçados

A contagem regressiva para o final do ano não é somente pelo descanso. Os calçadistas amargaram um ano de 2014 para esquecer. Conforme os mais recentes dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), elaborados pela Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados), o mês de novembro representou mais uma queda nos embarques.

No mês passado, a exportação de 9,73 milhões de pares gerou US$ 73,9 milhões, 14,2% menos do que no mesmo mês de 2013. No acumulado, o embarque de 114,7 milhões de pares gerou US$ 948 milhões, queda de 3,9% ante o ano passado.

“O bom de 2014 é que ele está acabando”

Para o presidente-executivo da Abicalçados, Heitor Klein, os números, infelizmente, não surpreendem. Com uma competitividade afetada pelos problemas de custo de produção, a indústria calçadista ainda foi prejudicada pelo ano de eleições, o que causou uma oscilação cambial histórica, e a Copa do Mundo, que acabou funcionando como uma “concorrente” do setor, já que o consumo ficou localizado nos setores da linha branca e de serviços.

Para o executivo, o ano só não terminou pior por conta de mecanismos como o Reintegra e a desoneração da folha de pagamento do INSS para os exportadores, ferramentas que devem ser intensificadas para que a indústria calçadista retome o desenvolvimento. “O bom de 2014 é que ele está acabando”, ironiza o executivo, para quem o ano deve fechar com resultados negativos mesmo com a base de comparação fraca de 2013.

Assim como as exportações, o saldo da balança comercial brasileira deve despencar – ainda mais – em 2014. Até novembro, ele encolheu 5% (chegando a US$ 420,85 milhões), isso porque as importações contribuíram com uma diminuição de 3,1% no acumulado. Entre janeiro e novembro entraram no Brasil 34,53 milhões de pares por US$ 527,14 milhões, quase 90% deles proveniente do Vietnã, Indonésia e China.

“Virando o jogo” com a China

Os principais destinos dos produtos exportados entre janeiro e novembro foram os Estados Unidos, que comprou o equivalente a US$ 174 milhões (incremento de 1,6% ante mesmo período de 2013), Argentina, com compras de US$ 78,53 milhões (queda de 32,2%), e França, com consumo de US$ 58,73 milhões (queda de 1%).

O destaque positivo de novembro foi a China, que comprou o equivalente a US$ 1,4 milhão, 720% mais do que no mesmo mês de 2013 e 40% do total comprado em calçados brasileiros em todo o ano (US$ 3,5 milhões). “O incremento da China pode ser explicado pela intensificação das ações de promoção comercial e de imagem naquele país. Temos notado enorme potencial no Gigante Asiático”, avalia Klein, ressaltando a importância das iniciativas do Brazilian Footwear para a promoção do produto verde-amarelo na China.

Estados

O Rio Grande do Sul segue como o principal exportador de calçados do Brasil. Entre janeiro e novembro os gaúchos embarcaram 15,86 milhões de pares por US$ 342,36 milhões, 0,7% menos no comparativo com igual período de 2013. O Ceará segue no segundo posto, tendo embarcado 47,87 milhões de pares por US$ 266,5 milhões, uma queda de 6,5% frente a igual intervalo do ano passado. São Paulo, o único estado entre os principais exportadores com resultados positivos, embarcou 11,15 milhões por US$ 135 milhões, aumento de 2,2% ante 2013.

Exportações 

2007 – US$ 1,9 bilhão

2008 – US$ 1,88 bilhão (-1,6%)

2009 – US$ 1,36 bilhão (-27,7%)

2010- US$ 1,48 bilhão (9,3%)

2011 – US$ 1,29 bilhão (-12,8%)

2012 – US$ 1,092 bilhão (-15,7%)

2013 – US$ 1,095 bilhão (0,2%)

2014 – US$ 948 milhões (-3,9%)*

 

* Até novembro

Fonte: Assessoria de Imprensa - Abicalçados

 

 

 

Published in Acontece

 

 

 

Fabricantes de calçados planejam diversificar a produção ou reforçar a atuação direta no varejo como estratégia para impulsionar as vendas, em meio às incertezas do cenário macroeconômico

No acumulado de janeiro a outubro, a produção do setor de calçados apresenta queda de 4,7% frente ao mesmo intervalo de 2013. Para o ano fechado, a percepção do setor é de uma estabilidade ou uma pequena queda na produção, de acordo com Heitor Klein, presidente da Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados).

"Ainda há muita indefinição no cenário macroeconômico e é difícil estimar como fatores câmbio, inflação e desempenho do PIB [Produto Interno Bruto], vão pesar no comportamento dos consumidores daqui para frente", disse Klein.

Entre as companhias abertas do setor, Grendene, Alpargatas e Arezzo decidiram tomar caminhos diferentes para fazer frente ao cenário de crise.

A Alpargatas, dona das marcas Havaianas, Dupé e Mizzuno, também vai produzir roupas e outros itens de moda.

A Grendene prevê diversificar a operação no país a partir de 2015, com a entrada no segmento de móveis de plástico. E a Arezzo tem como principal meta reforçar a atuação direta no varejo.

Em entrevista ao Valor, Thiago Borges, diretor financeiro e de relações com investidores da Arezzo & Co, disse que prevê para o próximo ano a abertura de 62 lojas, ante 58 lojas previstas para este ano, um incremento de 7,7%.

O trabalho de expansão de lojas da Arezzo começou a ser feito no terceiro trimestre deste ano, com a abertura de 50 lojas.

A companhia encerrou o período com 479 unidades, aumento de 11,7% na comparação anual. A expansão tem como principal alvo a bandeira de sapatilhas Anacapri, que nos nove primeiros meses do ano apresentou crescimento de 89,9% em receita, para R$ 50,8 milhões, e passou a responder por 5,4% da receita da companhia.

Ao todo, a receita da Arezzo cresceu 9,1%, para R$ 982,3 milhões em nove meses.

As lojas próprias e franquias da Arezzo têm obtido ganhos de receita mais fortes que as vendas em redes multimarcas.

Nas franquias e lojas próprias, o crescimento em receita no ano foi de 14,1% e 7,3%, respectivamente, ante um avanço de 2,5% nas redes multimarcas.

"O desafio para 2015 é desenvolver as diferentes marcas e canais, trabalhando com foco na maior disponibilidade dos produtos nos diferentes pontos de venda", disse Borges.

A Grendene também planeja expandir as franquias da bandeira Clube Melissa de 150 este ano para 200 lojas em 2015, mas o cumprimento desta meta vai depender da evolução do mercado.

"A expectativa é ultrapassar 200 lojas, mas o importante para nós não é atingir um determinado número de lojas, e sim, achar o local e o franqueado adequados", afirmou Francisco Schmitt, diretor financeiro e de relações com investidores da Grendene.

Na visão do executivo, a situação econômica do país no próximo ano será difícil. "A economia requer muitos ajustes e ainda não se sabe quais serão efetivamente feitos", disse Schmitt.

O executivo disse que a Grendene tem buscado ajustar as linhas de produtos em termos de custos e preços para garantir crescimento em receita e lucro, mesmo com o cenário adverso.

A empresa tem apostado principalmente em coleções de curta duração (moda rápida).

"Em um ano, 95% a 97% da receita vem de produtos lançados no mesmo ano. Isso não significa que não reajustamos preços, mas lançamos novos produtos com novos preços", disse Schmitt.

A companhia também espera uma melhora em resultados vinda da parceria com a Vulcabrás para desenvolver linhas de calçados femininos com as marcas Azaleia e Dijean.

Para 2015, Schmitt também espera ver deslanchar a A2NP, negócio de móveis lançado neste ano na Europa. O negócio de móveis de plástico tem a marca "Tog" e recebeu investimento de R$ 22,1 milhões.

A meta da Grendene é trazer o negócio para o Brasil em 2015, mas Schmitt não deu mais detalhes. Para o próximo ano, a Grendene manteve a meta de crescimento da receita bruta de 8% a 12% e aumento no lucro líquido de 12% a 15%.

A Alpargatas, dona da marca Havaianas, planeja diversificar os negócios no próximo ano, com a aquisição de empresas de moda, que tenham perfil semelhante ao da Osklen, grife carioca de moda masculina e feminina de luxo. O valor a ser investido na nova aquisição será superior ao total pago pela Osklen, afirmou Márcio Utsch, presidente da Alpargatas. A companhia desembolsou R$ 318,2 milhões para comprar 60% de participação acionária na Osklen, avaliando a grife em R$ 530,3 milhões.

A meta é transformar a fabricante de calçados em uma companhia de moda, segundo Utsch. Em relação à operação no varejo, a Alpargatas planeja investir mais em lojas maiores, com provadores, acompanhando a oferta maior de produtos em vestuário. O executivo não divulga, no entanto, a projeção de abertura de lojas para o próximo ano.

Outra calçadista, a Pimpolho, também ingressou recentemente no segmento de moda. A fabricante de calçados e acessórios para o segmento infantil, começou a produzir linhas de roupas para bebês neste semestre. De acordo com Ricardo Brito, diretor comercial da Pimpolho, a primeira coleção já foi vendida a redes varejistas multimarcas e chegará às lojas em janeiro de 2015.

Brito disse ver potencial para uma expansão mais acelerada no país com a diversificação da oferta de produtos. A companhia também colocou no mercado neste mês uma linha de calçados injetáveis, que complementa o portfólio de 500 itens da empresa. A Pimpolho prevê fechar 2014 com crescimento de 21% em receita, chegando a R$ 100 milhões. A companhia não divulga projeções para 2015.

O cenário de estagnação ou queda na produção deste ano é resultado, segundo a Abicalçados, de alguns fatores como a piora no nível de endividamento das famílias, a inflação alta e o aumento das importações. No ano passado a indústria de calçados no país vendeu 900 milhões de pares de sapatos e faturou R$ 26,8 bilhões. 

Fonte: Valor Econômico

 

 

 

Published in Acontece

 

 

 

Cenourinhas azuis e maças estampam as novidades

Depois do sucesso da parceria da Melissa com a Liberty Art Fabrics para o verão 2013, as marcas se uniram novamente para mais um lançamento. A união resultou nas estampas para as sapatilhas Ultragirls, que a Liberty, juntamente com o chef Jamie Oliver (aquele inglês que faz comidas naturebas na TV a cabo), criou com exclusividade.

Cenourinhas em tonalidades de azul e maças cortadas ao meio em tons de marrom estampam as peças, que ressaltam um tom lúdico, lembrando a tendência de estamparia infantil (que, por que não usar também para as "garotinhas maiores", não é?) para o verão 2015/16 analisada no nosso report Universo fantástico*.

Foto: Divulgação

Fonte: Usefashion.com

 

 

 

Published in Noticias

 

 

 

Veja mais uma ideia criativa de vitrine de Natal

Aqui na Redação adoramos o Natal! Por isso, assim como na semana passada, separamos uma imagem criativa de vitrine natalina que pode ajudar a inspirar você. É da loja UGG, em Nova York, que produziu uma árvore de Natal somente com sapatos em tons terrosos, que foram acompanhados de outros modelos colocados em suportes e também num grande saco para simbolizar que calçado sempre é uma boa opção de presente.

Para deixar o visual ainda mais natalino, o chão ganhou aspecto de neve. Quer mais ideias de como produzir um visual bacana para sua loja, sua casa? Acesse a galeria* especial criada por nós com imagens de vitrines natalinas.

Foto: UseFashion

Fonte: Usefashion.com

 

 

 

Published in Acontece

 

 

 

Modelo mescla elementos do cenário fitness com tendências pontuais como já apresentamos

No ano em que o modelo Pump da Reebok completa seu 25º aniversário, a marca celebrou de diversas maneiras, e a mais recente foi dar continuidade à parceria com a Melody Ehsani, de Los Angeles, que no começo de 2014, lançou o modelo Love Me or Leave Me Alone. O tênis comemorativo aos 25 anos confirma a tendência apontada pelo nosso portal no Report Tênis e referências esportivas*(confere lá!!), que ressalta o estilo urbano mesclado a elementos tradicionais do cenário fitness. 

M.E Holiday Pump é uma releitura do sneaker anterior e traz de volta a estampa phyton nas cores preto e branco com confetes coloridos. Para adornar o modelo, um cadeado e a palavra Love, aplicada na parte da frente do cabedal. No revestimento, um breve texto, que em tradução livre, destaca que o tênis é para lembrar "que cada passo que você dá com esses tênis lembre de quem você realmente é" e que "o movimento é a liberdade para avançar".

A novidade estará disponível para compras a partir do dia 5 de dezembro nas boutiques em LA.  Vale lembrar que “Love Me or Leave Me Alone” acabou em dois dias seu estoque, então, corre!

Fotos: Divulgação

Fonte: Usefashion.com

 

 

 

Published in Noticias

 

 

 

Pela quarta vez, as tattoos compõem o cenário junto aos acessórios da linha Resort verão 2015/16 da grife

Pela quarta vez, os braços do fotógrafo Terry Richardson estrelam as fotos da campanha de acessórios da grife italiana, Valentino (dá uma olhadinha como foram os cliques da participação anterior). A arrojada coleção Resort verão 2015/16 tem estilo psicodélico, mistura de materiais e carrega as cores do arco-íris, um mix que lembra elementos do conteúdo produzido pelo nosso portal chamado de Hibridismo Aleatório* no Preview de matéria-prima de Verão 2015/16.  

A coleção, que foi batizada como Rock Runner 1973, é composta por bolsas tiracolo e clutch, sapatos de salto alto, sandália, tênis e braceletes. Algumas peças são adornadas por apliques de metal em formato de pirâmide.   

Fotos: Divulgação

Fonte:: usefashion.com

 

 

 

Published in Acontece

 

 

 

Fique por dentro dos eventos que acontecem nas próximas semanas e se programe

O que? Exposição "Coletiva Série F" -  Recentemente, a Nikon criou um espaço na Vila Madalena para os amantes da fotografia, chamada Galeria Nikon, que inaugurou com a exposição "Coletiva Série F", que exibe imagens de fotógrafos brasileiros que usaram as câmeras da marca nas últimas três décadas. Além de exposições, a galeria irá ministrar cursos e palestras e demais atividades da área.

Onde? Rua Aspicuelta, 153, Vila Madalena, SP.

Quanto? Entrada gratuita.

Quando? até 27 de dezembro.

Contato? (11) 2592-7922. 

 

O que? FILE -  É o principal evento de arte e tecnologia da América Latina, e traz projetos de diversos países nas áreas de instalações interativas, animações e games. 

Onde? Centro Cultural Sistema FIEP - Av. Cândido de Abreu 200, Centro Cívico, Curitiba (PR).

Quando? De 9 de novembro até 7 de dezembro. 

Quanto? Entrada franca. 

Contato? (41) 3271-9560. 

 

O que? O curso " Fashion Buying: Identificando e Comprando Tendências"- tem o objetivo esclarecer os conceitos, terminologias, atividades e instrumentos fundamentais para o sucesso do comprador de moda através de uma compreensão avançada do ciclo de moda e da indústria de varejo online e offline.

Onde? Universidade Feevale, ERS 239, 2755, Vila Nova - Novo Hamburgo (RS).

Quando? 27 de janeiro a 18 de fevereiro de 2015 (terças e quartas das 18h às 22h).

Contato? http://migre.me/mPWVQ

 

O que? Projeto Gaveta - Criado pelas amigas Giovanna Nader e Raquel Vitti Lino, o evento irá funcionar da seguinte maneira: as pessoas podem trocar seus acessórios ou peças de roupas por outras de valor equivalente. Para que a troca seja justa haverá uma tabela de equivalência na qual irá dar pontos por cada peça, por exemplo: uma T-shirt equivale uma moeda, já uma jaqueta/casaco três. A ação já era conhecida na europa e nos Estados Unidos como clothing swap (troca de roupa). Entrevistamos o projeto para a edição de outubro da Revista UseFashion. Confira no link a matéria completa na editoria Entrevista*.  Além das trocas, o evento conta com a presença de DJ e Food Trucks. Interessados no câmbio de peças devem enviar um email para a as coordenadoras do evento.

Onde? Rua Doutor Virgílio De Carvalho Pinto, 426 - Pinheiros - São Paulo - SP

Quando? 6 de dezembro. 

Quanto? gratuito.

Contato? This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.  (11) 3081-6986.

 

O que? Fórum de Moda da FASM - Anualmente, a Faculdade Santa Marcelina realiza esse evento e traz grandes nomes para o corpo de jurados, e nessa edição, já confirmaram presença os estilistas brasileiros Alexandre Herchcovith e Fause Haten. 

Onde? Teatro Laura Abrahão, Rua Dr. Emilio Ribas, 89, Perdizes - SP

Quando? 4 de dezembro 

Contato? www.fasm.edu.br

 

O que? Curso beleza natureba - As experts em beleza Paula Roschel (editora do Jornal da Moda do R7) e Mirella Mentone (editora de Beleza do portal Chic – Gloria Kalil) irão ministrar o curso que tem como objetivo evidenciar a beleza natural e particularidade de cada pessoa, através de produtos naturais e um consumo mais consciente.

Onde? Lá Em Casa Experiências de Aprendizado – Rua Professor Henrique Neves Lefèvre, 216 – Brooklin Velho, SP.

Quanto? R$ 380.

Quando? 13 e 14 de dezembro.

Contato? This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it. .

 

O que? If Student Design Award. Já estão abertas as inscrições para a premiação direcionada a estudantes e recém formados em design, arquitetura e marketing. Serão premiados um total de 100 projetos, sendo eles: Design de produto e industrial; Design de Comunicação e multimídia; Design de moda; Arquitetura e Design de interiores.

Quando? inscrições até o dia 15 de dezembro.

Contato? www.cbd.org.br  (41) 3076-7332.

 

O que? Santa Catarina Moda e Cultura - O evento está chegando em sua 9ª edição e reúne 17 empresas e instituições de ensino que acreditam que é possível através de uma identidade agregar valor aos produtos fabricados no estado de Santa Catarina.

Onde? Centro Integrado de Cultura (CIC), Florianópolis (SC).

Quando? de 6 a 13 de dezembro. 

Contato? www.smc.com

 

O que ? Prêmio Brasil Criativo - O evento premia os melhores produtos da área de economia criativa do país. Foram divulgados três nomes que concorrem ao primeiro lugar na categoria artesanato, são eles:  loja Babel das Artes, Lugares de Charme e Tenda Retalhos, que estarão presentes na cerimônia de entrega na primeira semana de dezembro. 

Onde? Auditório Ibirapuera, Avenida Pedro Álvares Cabral - SP

Quando? 3 de dezembro

Contato?  www.premiobrasilcriativo.com.br

 

Foto: Reprodução

Fonte: Usefashion.com

 

 

 

Published in Noticias

 

 

 

Os dias 24 e 25 de novembro ficarão na história do setor calçadista mundial

Os dias 24 e 25 de novembro ficarão na história do setor calçadista mundial. Na data, na cidade de Leon, no México, foi debatido o futuro do segmento, passando por tendências de produção, formas de comercialização, realocação das indústrias, ética no mercado, normatizações, entre tantos outros temas. O encontro mundial, que encerrou sua quinta edição, contou com presenças de líderes do setor calçadista de 32 países que preencheram todo o auditório principal do Poliforum de Leon. A Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados), através do seu presidente-executivo, Heitor Klein, representou o setor verde-amarelo no evento.

Klein participou da mesa redonda que discutiu a forma como as empresas estão atuando para atender um consumidor cada vez mais dinâmico e exigente. O executivo apresentou o programa Brazilian Footwear, braço internacional da Abicalçados mantido em parceria com a Apex-Brasil e que foi responsável por um incremento significativo de novos mercados para o calçado verde-amarelo desde o ano 2000. Klein contou que a presença do calçado brasileiro com marca própria é relativamente recente e teve apoio fundamental do programa de apoio às exportações. "Antes vendíamos na modalidade private label, sem marca própria, uma realidade que mudou com o Brazilian Footwear. Hoje estamos presentes em mais de 150 países e o nosso foco é consolidar a reputação do Brasil como um bom fornecedor de calçados com marca própria para o mercado internacional", ressaltou o dirigente, acrescentando que o segmento tem conseguido cumprir a missão através da cultura do design, com desenho e valor agregado.

 

Participaram da mesa redonda com o executivo: Alejandro Tamez (diretor da Câmara da Indústria de Calçados de Guanajuato), Diego Rossetti (diretor da Fratelli Rossetti, Itália), Basílio Morón (diretor da Callaghan, Espanha), William Wong (vice-presidente da Associação Calçadista de Hong Kong) e Giulio Finzi (secretário geral da NETCOMM, Itália).

Fonte: Unidade de Promoção de Imagem

 

 

 

Published in Acontece
Page 1 of 23

A Empresa

Entre em contato conosco:

E-mail: This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.
Rua Rangel Pestana, 23 Centro
Jaú - São Paulo - Brasil
Fone: (14) 3625-4489
Facebook
Skype: bigdesignerjau

Pés famosos ou não