Publicidade

 

Publicidade
 

Dagoberto

Dagoberto

Com a estreia da terceira temporada de Twin Peaks quase aí, David Lynch se juntou à Habitat Skateboards para desenvolver uma linha temática especial. Dale Cooper, Laura Palmer, Audrey Horne e até a Log Lady estampam decks, camisetas, acessórios e canecas com fotografias e ilustrações inspiradas no universo Twin Peaks.

A Habitat, que já colaborou antes com as bandas Animal Collective e Woods, lançou a linha baseada na cultuada série dos anos 1990 em evento especial durante o festival SXSW, em Austin, Texas, na semana passada. O apelo foi tanto que alguns itens do primeiro lote da coleção esgotaram, mas uma nova pré-venda já está disponível no site da marca.

O revival de Twin Peaks estreia em 21 de maio no canal Showtime, nos EUA, mas ainda não tem data confirmada no Brasil.

A Cotton Project, que se apresenta nesta quinta (16.03) no SPFW, convidou a Balaclava Records, produtora e selo musical, para assinar a trilha do desfile.

A marca segue a proposta de falar sobre a cena cultural jovem de São Paulo, ideia que vem desde o seu primeiro desfile, quando fizeram uma parceria da playlist com o duo de DJs da festa Selvagem, Augusto Trepanado e Millos Kaiser. No ano passado, a Cotton fez uma dobradinha com a Selvagem e convidou também a banda Aymoreco, com o formato de uma coleção “merchandise”.

A Balaclava foi fundada em março de 2012 e é responsável pelo lançamento de artistas, agenciamento e produção de shows, promoções e licenciamento, distribuição digital e física, divulgação, produção executiva e gerenciamento de carreira. “A conexão Cotton Project – Balaclava é um movimento natural de dois integrantes da mesma cena cultural jovem de São Paulo”, diz Rafael Varandas, diretor criativo da Cotton.

A trilha da passarela, feita apenas com bandas do selo, transmite a mensagem do desfile ao mesmo tempo em que enaltece a produção independente e alternativa.

Com exclusividade para o FFW, confira abaixo uma playlist da Balaclava com as músicas que inspiraram a trilha sonora do desfile.

A Gucci publicou, em parceria com os projetos afiliados Chime for Change e Global Citizen, uma carta aberta em homenagem ao Dia das Mulheres.

Assinado por 25 ativistas homens e mulheres, o documento foi publicado nos principais jornais do mundo e transmite uma mensagem de força e apoio à meninas e mulheres: “Nos juntamos para dizer, mais alto que nunca, que lutar pela igualdade entre os gêneros é a emergência e a oportunidade de nossas vidas”.

Leia abaixo, na íntegra, à carta aberta em homenagem ao dia das mulheres, assinada por nomes como Beyoncé, Salma Hayek Pinault, François-Henri Pinault e Madonna.

Alcançamos um momento crucial na história. Recentes leis e retóricas põem em risco décadas de progresso e conquista para meninas e mulheres em risco.

Em 2013, entramos para o “Chime for Change” para somar, unir e reforçar as vozes que falam pelos direitos iguais para as mulheres. Recentes políticas dos Estados Unidos prejudicam sua posição como líder global e modelo positivo nos Direitos Humanos.

Nos juntamos para dizer, mais alto que nunca, que lutar pela igualdade entre os gêneros é a emergência e a oportunidade de nossas vidas.

Nossa história se difundiu e se tornou mais familiar entre as gerações, assim como as vozes que a contam se tornaram mais fortes e poderosas. Mas nossa história está longe de acabar.

É como atender uma ligação – para juntar-se a nós de onde quer que esteja. Como ligar um alarme – chamando atenção para onde há trabalho a ser feito. E também como celebrar – aqueles que já estão nos mostrando, contra todas as probabilidades, o que é possível.

Acreditamos que a conexão nos fortalece. Que toda voz importa. Que todos precisamos agir para alcançar a mudança. Acreditamos que podemos fazer coisas extraordinárias quando nos unimos.

Lutamos pela educação, pela saúde, pela justiça, por todas as meninas, todas as mulheres, em todos os lugares. Lutamos por nosso futuro.

Nenhum de nós pode seguir em frente se uma parte de nós está para trás.

Junte-se a nós e lute pela igualdade de gêneros em globalcitizen.org/IWD2017

O FFW está entre os poucos veículos escolhidos para transmitir ao vivo o desfile da Dior, que acontece nesta sexta, às 10h30 (horário de Brasília). Acompanhe com a gente!

 

http://ffw.uol.com.br/noticias/moda/ffw-transmite-ao-vivo-desfile-da-dior-inverno-1718/

O FFW já explicou o que tem por trás do fenômeno da Supreme. A marca deu mais um exemplo de como manter a febre alta em seu entorno e “anunciou” nos Metro Cards – os cartões que dão acesso ao metrô de Nova York. Semana passada, a grife americana, que acabou de lançar sua coleção de Verão 17, fez uma edição especial dos cards com o seu logo vermelho e branco estampado.

Custando US$ 5,50, válido para duas viagens, os bilhetes foram anunciados no Twitter por meio da conta oficial do Metrô nova-iorquino. As vendas ocorreriam em oito estações (Broadway-Lafayette St., 125th St., Queens Plaza, Marcy Ave., Atlantic Ave., Prince St. e Union Square), porém seriam misturados aos cartões tradicionais – ou seja, os usuários só o teriam por questão de sorte.

Não demorou muito para os aficionados pela marca se juntarem nas determinadas estações para tentar adquirir o seu. Usuários do Twitter publicaram vídeos em que demostravam as filas nos guichês. Em um deles, a polícia tenta organizar o alvoroço. Segundo a Dazed Digital, houve a venda do cartão no eBay por US$ 100 – não demorou muito para ser comprado.

A estilista mineira Fabiana Milazzo festejou nesta quarta-feira (22.02) a inauguração de sua loja em Los Angeles, Califórnia – seu primeiro endereço internacional.

A atriz Danielle Campbell, da série The Originals, a blogueira Camila Coelho e as modelos Bella Harris e Ava Sambora foram algumas das convidadas que endossaram a celebração.

O FFW transmite ao vivo o desfile de Inverno 2017/18 da Versace, que acontece hoje às 14h, horário de Brasília. Com direção de Donatella Versace, o show é um dos hot tickets tradicionais da temporada.

Confira abaixo o link : 

http://ffw.uol.com.br/noticias/moda/ffw-transmite-o-desfile-da-versace-ao-vivo-de-milao/

A semana de moda de Milão começa nesta quarta (22.02), em um bom período de mudanças e novidades, algo muito bem vindo à semana italiana, sem contar os desfiles de Gucci e Prada, que sempre ficam entre os melhores de toda a estação.

Seguindo os passos inclusivos da organização londrina, que tornou públicos alguns dias do evento, Milão abre as portas de desfiles como Moschino, Alberta Ferretti, Etro e Trussardi através de um leilão beneficente de convites pela plataforma Charity Stars. Boa chance de assistir aos desfiles para quem estiver na cidade durante a semana de moda.

Entre as novidades, Chiara Ferragni, do blog The Bond Salad, arma apresentação de sua nova linha de roupas e acessórios, após o sucesso de vendas na pop-up store que abriu em Los Angeles no final do ano passado. Por falar em pop-ups, diversas marcas aproveitam a ocasião para inaugurar as suas em Milão: a ítalo-brasileira Paula Cademartori abre seu primeiro ponto de venda físico, na turística Piazza San Babila. Antes disso as peças da designer só podiam ser encontradas online e em multimarcas.

Entre as baixas, a Giamba, segunda marca de Giambastista Valli, cancelou seu desfile que aconteceria no dia (24.02). Fontes próximas ao estilista contam que a a coleção não ficaria pronta a tempo, uma vez que, além de sua marca homônima, o estilista também responde pela direção criativa da Moncler Gamme Rouge, ambas apresentadas em Paris.

A expectivativa também chama pelo nome de Riccardo Tisci, que deve ser anunciado como novo contratado da Versace logo após o desfile, também no dia 24.

Confira, em horário nacional, o calendário da semana de moda de Milão, Inverno 2017:

Quarta-feira (22.02)

11h – Gucci

13h – Alberta Ferretti

14h – No. 21

15h – Fausto Puglisi

16h – Francesco Scognamiglio

Quinta-feira (23.02)

5h30 – Max Mara

7h15 – Luisa Beccaria

8h30 – Fendi

11h – Emilio Pucci

14h – Prada

16h – Moschino

Sexta-feira (24.02)

5h30 – Diesel Black Gold

6h30 – Emporio Armani

7h30 – Lucio Vanotti

10h – Etro

11h – Blugirl

12h – Tod’s

13h – Marco de Vincenzo

14h – Versace

16h – Vionnet

Sábado (25.02)

5h30 – Bottega Veneta

7h30 – Antonio Marras

8h30 – Blumarine

9h15 – Missoni

11h – Jil Sander

12h30 – Agnona

Domingo (26.02)

6h30 – Marni

7h15 – Trussardi

10h – Dolce & Gabbana

11h – MSGM

12h – Salvatore Ferragamo

Segunda-feira (27.02)

6h30 – Giorgio Armani

 

Depois da incrível campanha do perfume Kenzo World, dirigida por Spike Jonze e estrelada (e dançada) por Margaret Qualley, do belo Snowbird, curta-metragem com a modelo-atriz Abbey Lee e direção de Sean Baker, e do debut de Carrie Brownstein na direção em The Realest Real, a Kenzo reúne um novo time de criativos para exibir seu verão 2017 em Music is my Mistress.

Dirigido por Kahlil Joseph, nome por trás das imagens de Lemonade, da Beyoncé, o curta conta com a participação de Tracee Ellis Ross, atriz recém-premiada no Globo de Ouro por seu papel em Black-ish; Jesse Williams, ativista e ator da série Grey’s Anatomy; Ish, metade do duo de hip-hop Shabazz Palaces; e da boneca Kelsey Lu, cantora e violoncelista. Eles estrelam também a campanha editorial (com exceção de Ish), fotografada pelos gêmeos Jalan e Jibril Durimel, prova de que Humberto Leon e Carol Lim continuam a celebrar a simbiose entre cinema, música e moda, parte tão marcante da identidade das labels que encabeçam.

Em Music is my Mistress ritmos e visões se misturam a citações do cineasta senegalês Djibril Diop Mambéty e linhas de rap do Shabazz Palaces como: “Escapando do que é desolador, perseguindo um sentimento”, em narrativa desconstruída e cheia de sensibilidade contemporânea. É de acordo com a marca, um filme “em favor de olhares divergentes para uma história maior”.

Em meio às medidas políticas recentemente instauradas nos Estados Unidos pelo presidente Donald Trump – sobretudo a que bane a entrada de refugiados e imigrantes dos países de população muçulmana e a que sugere a construção de um muro na divisa dos EUA com o México, a Nike lança uma campanha para promover ideias de igualdade, estrelando grandes personalidades do esporte como Serena Williams, LeBron James, Kevin Durant, Megan Rapinoe, Dalilah Muhammad, Gabby Douglas e Victor Cruz.

“As oportunidades devem ser indiscriminadas. O mérito deve ser além da cor. A bola deve rolar da mesma forma para todos”, narra o ator Michael B. Jordan enquanto Alicia Keys canta ao fundo A Change Is Gonna Come, de Sam Cooke, música referência quando se pensa em direitos humanos.

A campanha vai muito além do vídeo dirigido por Melina Matsoukas (a responsável pela direção da série Insecure, da HBO, e dos vídeos Formation, de Beyoncé, que ganhou a categoria de Melhor Clipe no Grammy deste ano, e Losing You, de Solange): a gigante esportiva também acaba de lançar as camisetas que estampam “Equality” no peito, além da nova coleção de tênis Black History Month – em referência ao mês de fevereiro, quando se comemora nos EUA a história afroamericana –, homenageando as raízes negras no esporte.

Esta é uma coleção que fornece apoio financeiro à Ever Higher Fund, fundação sem fins lucrativos da Nike que promove esporte e orientação para crianças carentes.

E tem mais: a marca vai doar 5 milhões de dólares para organizações internacionais que promovem a igualdade, como a Mentor e a PeacePlayers. Aliás, a campanha também ganha um site onde é possível tornar-se mentor e doar para essas duas organizações que promovem o esporte sobretudo para jovens carentes. Lá também é possível comprar peças das coleções e fazer download do avatar “Equality”, propiciando a todos participação na campanha ao conscientizar a igualdade por meio das redes sociais.

Page 1 of 19

A Empresa

Entre em contato conosco:

E-mail: This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.
Rua Rangel Pestana, 23 Centro
Jaú - São Paulo - Brasil
Fone: (14) 3625-4489
Facebook
Skype: bigdesignerjau

Pés famosos ou não