Publicidade

 

Publicidade
 

Peças de Aurora Boreal levam couro de cobra phyton

No final dessa semana a Jorge Bischoff inaugurou simultaneamente em suas lojas de todo o Brasil sua nova coleção-cápsula, Aurora Boreal. O lançamento limitado é composto por quatro itens: bolsa de tamanho médio, clutch, sandália e peep toe.

As criações são feitas em couro de cobra phyton com acabamento perolado de cor salmão e cristais da marca Preciosa, extraídos na República Tcheca. A marca também lançou uma plataforma online exclusiva para a linha, na qual as consumidoras podem assistir ao vídeo da campanha, analisar os sapatos e bolsas em 360° e também efetuar a compra dos produtos.

 

Fotos: Divulgação

Fonte: Usefashion.com

Published in entertainment

 

 

 

Coleção Chuck Taylor Rubber é ideal para os dias de chuva

A Converse lançou uma linha de sapatos monocromáticos impermeáveis, ideais para dias de chuva ou para andar em solos lamacentos. Os calçados de borracha, revestidos internamente por lã, da coleção “Chuck Taylor All Star Rubber” estão disponíveis em modelos de cano alto ou baixo nas cores vermelha, amarela, rosa, marrom, roxa, preta e branca. A linha oferece os tênis em tamanhos adultos unisex e infantil.                

 

Fotos: Divulgação

Fonte: Usefashion.com

 

 

 

Published in Noticias
31 Oct 2014

 

 

 

Investimentos da indústria calçadista serão pautados pela ações do Planalto

Quem navegou pelo site oficial da campanha à reeleição da presidenta Dilma Rousseff nos últimos meses poderia ter sido induzido a acreditar que a prioridade número 1 dos brasileiros em relação ao futuro se concentrava na área da educação. Afinal, na tarde da sexta-feira 24, esse segmento liderava o ranking de políticas públicas sugeridas pelos internautas, com 164 ideias e iniciativas. Trata-se de uma área importante, sem dúvida. Mas, ao esmiuçar os dados existentes no portal petista fica evidente que, na verdade, é a economia em suas diversas facetas que domina as atenções e a agenda de boa parte dos brasileiros.

No total, são 300 propostas nesta vertente quando somamos itens como trabalho e emprego, política industrial e infraestrutura. E isso não chega a ser surpresa, pois foi graças ao crescimento econômico que os programas sociais saíram do papel, possibilitando a criação de uma classe média pujante, baseada na melhoria da renda. Esse contingente acabou sendo decisivo para reconduzir a presidenta Dilma ao cargo no qual ela chegou em 1º de janeiro de 2011. No entanto, o vocabulário e o teor dos comentários exibidos, embora revelem que nem todas as pessoas envolvidas são versadas nessas matérias, mostra que as expectativas e apreensões em relação ao futuro da economia estão disseminadas ao longo da pirâmide social, independentemente de faixa de renda ou classe social.

"A presidenta precisa assumir uma agenda de diminuição da burocracia, do custo da energia e da competitividade do País", afirma Dimitris Psillakis, diretor-geral da divisão de automóveis da Mercedes-Benz. Suas propostas são emblemáticas porque, a despeito das incertezas da economia, a fabricante alemã de automóveis de luxo, renovou seus planos por aqui. "Estamos confiantes com o Brasil", diz Psillakis. Apesar do otimismo, o cenário é de cautela. Para ele, o grande desafio da segunda gestão de Dilma será a retomada do crescimento econômico. Esse desejo é compartilhado por Sergio Herz, herdeiro e CEO da Cultura, uma das maiores redes de livrarias do País.

"O governo precisa parar de fazer malabarismo econômico", afirma Herz. "Se não transmitir uma mensagem de estabilidade econômica aos investidores estrangeiros e ao empresariado em geral, iremos continuar de mal a pior." É consenso entre empresários e altos executivos que o Executivo acabou afrouxando algumas de suas políticas macroeconômicas. Nesse contexto, recolocá-las nos eixos poderia funcionar como uma senha para que muitos tirassem novos projetos da gaveta ou mesmo para acelerar iniciativas que estão em andamento. "Queremos um ambiente propício para poder exportar nossos produtos", diz o CEO da Mercedes-Benz.

As palavras "ajuste" e "correção de rota" aparecem em boa parte do discurso de empresários e executivos ouvidos pela DINHEIRO. Contudo, ninguém fala em retrocesso. Afinal, a estabilidade econômica se tornou um pilar importante na vida de todos os brasileiros, pobres e ricos, figurando como cláusula pétrea da vida nacional. Mas isso não significa dizer que não teremos um período desafiante pela frente. "Se pudesse sugerir algo ao governo Dilma, pediria segurança jurídica, reforma fiscal e tributária e uma política de crescimento econômico", afirma Claudio Bernardes, presidente do Sindicato da Habitação (Secovi-SP), que reúne as empresas do setor imobiliário.

De fato, essa atividade, uma das que mais contribuíram para turbinar a expansão da economia, entre 2005 e 2010, pisou literalmente no freio. E não foi a única. A indústria de base e a de transformação começou 2011 em lua de mel com o governo Dilma e terminou, senão em divórcio, numa espécie de separação temporária. "Pelo menos no final do mandato a presidenta Dilma percebeu que a relação com a indústria não estava boa", diz o presidente da Associação Brasileira da Indústria Têxtil (Abit), Rafael Cervone. Reeleita, Dilma promete reabrir as conversas.

"Vou estimular o mais rápido possível o diálogo e a parceria com todas as forças produtivas do País antes mesmo do início do meu próximo governo", afirmou ao celebrar a vitória, no domingo 26. A reconciliação poderá vir se a presidenta souber ouvir as principais demandas do setor privado. Nesse sentido, a adoção de algumas iniciativas propostas pelos empresários no documento intitulado Propostas da Indústria para as Eleições 2014 melhoraria o clima entre as partes. No total, são 42 pontos abordados no robusto documento, que cobre de marcos regulatórios até o comércio exterior, passando pela governança do Estado.

É claro que as reformas clássicas, como a tributária e a fiscal, também fazem parte do pacote. "É preciso aproveitar a força política conquistada nas urnas para realizar as urgentes reformas fiscal, trabalhista, da educação, política e da previdência", diz Cledorvino Belini, presidente da Fiat Chrysler para a América Latina. "Nossos investimentos serão pautados pela ações do Planalto, no sentido de criar um ambiente favorável", afirma o presidente da Abicalçados, Heitor Klein. Outros homens de negócios falam na necessidade de reativar os canais de comunicação entre os dois lados. "O governo deve dialogar mais com os empresários", diz Giovani Decker, presidente da subsidiária da Asics, fabricante japonesa de tênis de performance.

Manter os programas que estão funcionando, como o Bolsa Família e o Minha Casa Minha Vida, não se tornou um mantra apenas durante a campanha, mas também entre os industriais. "Os programas sociais são fundamentais para o nosso crescimento como nação", afirma Decker. De acordo com o executivo, o crescimento também deverá se dar a partir da retomada de investimentos que porventura tenham sido represados, em meio ao acirramento dos debates e às incertezas quanto à condução econômica num segundo mandato da candidata vitoriosa. Se é verdade que a falta de previsibilidade incomodou o grosso do empresariado, desestimulando a retomada do investimento, ela não atingiu por igual as grandes empresas. Há exceções. Uma das que escaparam da contaminação foi a gigante anglo-holandesa Unilever, que está construindo sua 10ª fábrica e manteve o plano de inauguração previsto para o primeiro semestre de 2015.

Detalhe: é a primeira unidade erguida pela empresa nos últimos dez anos. "Estamos há 85 anos no Brasil e não olhamos apenas para os próximos quatro anos", diz Fernando Fernandez, presidente da subsidiária brasileira. Como Fernandes, Divino Sebastião de Souza, presidente da mineira Algar Telecom, está relativamente otimista em relação ao futuro. Mais precisamente a partir do segundo trimestre de 2015, pois o primeiro deverá ser marcado por ajustes do governo. O foco da Algar será o fornecimento de serviços de banda larga e de telefonia para pequenas e médias empresas. "Elas formam 40% do PIB, mas apenas 10% delas fazem uso intensivo de tecnologias", afirma. "Há grandes oportunidades nesses segmentos."  

Fonte: ISTOÉ DINHEIRO

 

 

 

Published in Acontece

 

 

 

Croquis e moodboards revelam uma prévia do que será apresentado entre os dias 3 e 7 de novembro

Os desfiles da temporada inverno 2015 do São Paulo Fashion Week iniciam na próxima segunda-feira, 3, e seguem até o dia 7 de novembro. Algumas marcas que participam do evento revelaram suas inspirações, croquis e moodboards. Confira uma prévia do que vai ser mostrado nas passarelas:

Na sua estreia no SPFW, Victor Dzenk olha para o universo equestre, tendo como protagonista o majestoso cavalo da raça Mangalarga Marchador. O clima dos campos e dos haras surge nas peças que vestem a mulher urbana e sofisticada. Peças com franjas - sempre artesanais e de seda - saias longas e mídis, ponchos, quimonos, calças e camisaria compõem a coleção. Destaque da coleção, o plissé soleil reina em vestidos e saias, seja no couro, seja no chiffon encerado. O jacquard em tricô também merece atenção pela composição artística. Marca registrada de Victor Dzenk, a estamparia traz o sol do campo e a textura da pelagem equina malhada.

 

Victor Dzenk

 

 Valdemar Iódice ressalta a África como inspiração. O tema da coleção são os rituais de sedução da tribo Wodaabe, na qual os homens se vestem e dançam para conquistar a mulher. A estilista da Acquastudio, Esther Bauman, definiu o neobarroco como palavra-chave do seu desfile de inverno 2015.  Ronaldo Fraga apresenta a coleção intitulada Cidade Sonâmbula, com inspiração na verticalização desenfreada das cidades brasileiras. Wagner Kallieno, que desfila sua coleção no última dia, traz como ponto de partida a geometria versus a assimetria.

    

Valdemar Iódice | Acquastudio | Ronaldo Fraga | Wagner Kallieno

A Triton divulgou alguns moodboards e croquis das coleções feminina e masculina. A linha voltada ao público feminino, assinada pela estilista Karen Fuke, é inspirada no deserto que aparece nas misturas de tecidos, nas formas, recortes e cores. O mix de uniformes com as estéticas biker, motocross e army com misturas aleatórias de materiais, são as apostas para a estação. Já a coleção masculina, do estilista Igor de Barros, é composta por jeans, sarja estampada, lã cashmere, nylon resinado e metalizado e telas estruturadas. Preto, branco, royal, laranja e militar são as cores da coleção que nas peças aparecem de maneira gráfica e nunca monocromática.

Triton

A Oh,Boy! se inspirou na viagem da borboleta-monarca, que ao se aproximar do outono, começa uma jornada rumo ao sul, com um movimento que pode durar até nove meses. Os anos 1970, marcados pela atitudepaz e amor ditam o mood da coleção, que traz os elementos da década nas cores e shapes para a temporada, tendo como referência a imagem e os uniformes militares dos Beatles em “Yellow Submarine”. O jeans aparece sem lavagens e com detalhes especiais como os pespontos em ocre, aliado ao chamois, veludo, tela e georgette. As modelagens são fluídas e trazem a tona, através do evasê e das cinturas altas e marcadas, a estética setentinha e o sentido de liberdade que envolve o tema da coleção. Os acessórios ganham força através das bolsas em patchwork de couro, texturas e franjas. A marca Têca tem como tema floresta medieval.

Oh,Boy! | Têca

 

Fotos: Flavia Canavarro (croqui da marca Ronaldo Fraga)/Divulgação

Fonte: Usefashion.com

 

 

 

Published in entertainment

 

 

 

Esmaltes e tênis são lançamentos da união entre as marcas

Em parceria inédita a quem disse, berenice? se uniu à Keds para criar sua nova coleção de verão 2014/15. São cinco lançamentos de tênis do modelo Champion que são acompanhados por esmaltes com a mesma cartela de cores: zuzulino, verdô, zuzete, roxex (com glitter) e cereja berê. A edição limitada acompanha calçado, duas opções de cadarço e pingente em formato de boca e esmalte. “A parceria leva o conceito e as cores de quem disse, berenice? para além da maquiagem, fortalecendo o conceito de liberdade proposto pela marca”, comenta Gustavo Fruges, gerente de Comunicação da marca de make. As vendas iniciam em 5 de novembro. 

 

Fotos: Divulgação

Fonte: Usefashion.com

 

 

 

Published in Noticias

 

 

 

Participe até dia 15 de novembro e colabore com a reportagem especial da Revista UseFashion de dezembro

A Revista UseFashion de dezembro terá uma reportagem especial que trará o perfil do novo profissional da moda. Por isso, convidamos os recém-formados e jovens profissionais da área para responderem a pesquisa “Qual o perfil do novo profissional da moda?”. Os resultados da pesquisa serão apresentados na 131ª edição da UseFashion que terá ainda outros conteúdos especiais, além da reportagem.

Responda e compartilhe nossa pesquisa através do link.

 

Foto: Divulgação

Fonte: Usefashion.com

 

 

 

Published in entertainment

 

 

 

Cinco especialistas vão eleger dois profissionais e dois estudantes, em cada uma das três categorias, que automaticamente se credenciam para disputar duas bolsas de estudos em Milão

Nesta segunda-feira, 27, o 20º Prêmio Francal Top de Estilismo conhece as 12 melhores amostras inscritas por estudantes e profissionais da moda e design nas categorias Calçado Feminino, Calçado Masculino e Bolsa Feminina ou Masculina.

Um grupo formado por cinco especialistas vai eleger quatro vencedores em cada categoria – dois profissionais e dois estudantes –, que automaticamente se credenciam para disputar o prêmio máximo do concurso: a oportunidade de estudar três meses na Moda Pelle Academy (MPA), uma das mais conceituadas escolas de estilismo de calçados e acessórios do mundo. 

São eles: Walter Rodrigues, estilista e coordenador do núcleo de Design da Assintecal (Associação Brasileira de Empresas de Componentes para Couro, Calçados e Artefatos) e uma das principais referências em termos de inspirações e design do País; Patrícia Souza, diretora de Pesquisa do Grupo UseFashion, responsável pelo direcionamento dos projetos de pesquisa e definição de tendências; Roberta Pschichholz, editora-chefe de dois dos mais respeitados veículos do setor coureiro-calçadista, a Revista Lançamentos e o Jornal Exclusivo, ambos do Grupo Sinos de Comunicação; Bruna Botti, que com apenas 18 anos iniciou carreira no design de calçados e, atualmente, é estilista e diretora da própria marca, a Botti; e Lucius Vilar, stylist, diretor criativo da LUV e assessor de algumas marcas no desenvolvimento de suas coleções, como Aquamar, Camú Camú, Emannuelle Junqueira, Fórum, Lita Mortari e Piscina.

Diferentemente das últimas edições, será realizado o sorteio de duas bolsas de estudos, sendo uma dedicada exclusivamente para o grupo de vencedores estudantes e outra para profissionais. Os primeiros colocados ainda recebem prêmio de R$ 2.000,00 em dinheiro, troféu e assinatura de 12 meses do portal de pesquisa online e revista UseFashion. Os segundos colocados, R$ 1.500,00 em dinheiro e troféu.

O 20º Prêmio Francal Top de Estilismo recebeu 135 amostras produzidas por 116 participantes inscritos – sendo 60 estudantes e 56 profissionais. Destas, 44,5% concorrem na categoria Calçado Feminino, 18,5% na categoria Calçado Masculino e 37% na categoria Bolsa Feminina ou Masculina. A cerimônia de premiação está agendada para o dia 10 de novembro, no Lounge 444 (Rua Capitão Antônio Rosa, 444 – Pinheiros), em São Paulo.

20 anos de prêmio

O Prêmio Francal Top de Estilismo foi criado pela Francal Feiras em 1995 com o objetivo de promover e valorizar o estilista brasileiro, incentivar a criatividade nacional e revelar novos talentos para a indústria de calçados e acessórios. Para inspirar os participantes e comemorar a realização da 20ª edição, o tema escolhido foi “20 Anos de Verão TOP”. As amostras tiveram que contemplar elementos ou tendências que foram marcantes ou serviram de inspiração em qualquer verão dos últimos 20 anos.

A fim de garantir maior equilíbrio ao concurso e prestigiar quem ainda não possui experiência no mercado da moda, esta edição dividiu os participantes em dois perfis (estudantes e profissionais) em cada uma das três categorias: Calçado Feminino, Calçado 

Masculino e Bolsa Feminina ou Masculina.

Fonte: Assessoria de Imprensa - Francal.

 

 

 

Published in Acontece

 

 

 

A estilista grega traz cores vibrantes em estampas psicodélicas além de tênis de corrida com spikes

A estilista grega Mary Katrantzou foi escolhida pela Adidas Originals para fazer sua mais nova coleção-cápsula de outono-inverno 2015. A marca já teve a assinatura de nomes como Yohji Yamamoto, Raf Simons e Rick Owens.

Mary afirma que os tênis de corrida usados por atletas nos anos 1970 e 1980 serviram de inspiração para suas criações. Os modelos estão estampados em vestidos, suéteres e jaquetas bomber em neoprene. A linha marcada por cores vibrantes também oferece tênis de corrida com aplicação de spikes.

A linha tem data de lançamento mundial prevista para o dia 15 de novembro, mas não se sabe se chegam ao Brasil.

  

Fotos:Divulgação

Fonte: Usefashion.com

 

 

 

Published in entertainment

 

 

 

Beleza serviu de inspiração para criação de três modelos

Três lançamentos da Havaianas trazem a beleza como tema. A Honey tem tiras mais grossas em azul-metalizado com aplicação de enfeite em formato de boca, no solado estampa que remete ao universo da maquiagem, em outro modelo da mesma linha chapéus são combinados a diferentes óculos, e o adorno de cabeça aparece também como detalhe na tira. A linha Slim Cool tem tiras mais finas e desenhos de batons, esmaltes e óculos de grau. Os três modelos fazem parte da linha feminina e estão disponíveis no e-commerce da marca do 33/34 ao 41/42.

 

Fotos: Divulgação
Fonte: Usefashion.com

 

 

 

Published in entertainment

 

 

 

Personagens Darth Vader e Yoda protagonizam estampas nos calçados

A Vans tem uma nova estampa inspirada no filme sucesso de bilheteria, Star Wars. A marca já havia feito dois lançamentos com a temática, um em julho e outro em outubro, com uma pegada mais dark. Dessa vez ganham destaque nas estampas os personagens Darth Vader e Yoda, em calçados que constrastam o nude com o preto. É possível ainda customizar as calçados no e-commerce, mudando a localização das estampas ou cores, inclusive as dos bordados e cardarços. 

Foto: Divulgação
Fonte: Usefashion.com

 

 

 

Published in Noticias
Page 3 of 31

A Empresa

Entre em contato conosco:

E-mail: This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.
Rua Rangel Pestana, 23 Centro
Jaú - São Paulo - Brasil
Fone: (14) 3625-4489
Facebook
Skype: bigdesignerjau

Pés famosos ou não